Cosméticos antipoluição ganham espaço nas prateleiras

0
113

A poluição envelhece. A pele fica sem brilho; os poros entopem; há perda de colágeno. Não à toa, “antipoluição” virou palavra cada vez mais comum em rótulos de hidratantes, séruns, cremes e até sabonetes.

— Os gases poluentes se fixam na pele e quebram a barreira de proteção. Existem ativos nesses produtos que impedem a perda. Eles podem ter vitamina C, retinol ou caviar, por exemplo — diz a dermatologista Karla Assed, responsável pelo spa médico All Clinik.

Para o dermatologista Murilo Drummond, o mais importante ao comprar um creme ou sérum antipoluição é o tratamento prescrito pelo médico:

— Os produtos que evitam o chamado envelhecimento extrínseco, causado pelos nossos hábitos e pelo dia a dia, podem ser usados diariamente. Preferencialmente de manhã, antes de sair de casa. O que faz efeito, no entanto, é aquele recomendado por um médico, que leva em consideração cada caso e cada necessidade.

Segundo Karla Assed, é preciso também ter atenção aos ativos do cosmético para não causar irritação na pele, o que varia de pessoa para pessoa:

— Costumo indicar produtos com retinol, vitamina C e alfa-hidroxiácidos ou beta-hidroxiácidos.

 

compartilhe:
  • Twitter
  • Facebook

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA